Oposição ucraniana desocupa Prefeitura de Kiev

Ativistas de oposição deixaram a Prefeitura da capital ucraniana neste domingo, após mais de dois meses de ocupação, cumprindo assim o acordo feito em troca da libertação de manifestantes.

Agência Estado

16 de fevereiro de 2014 | 10h09

Esta semana, os últimos de um total de 234 ativistas detidos saíram da prisão como parte de uma anistia, que também exige que a oposição libere os prédios ocupados em Kiev e em outras cidades do país.

Os manifestantes haviam tomado a Prefeitura no dia 1º de dezembro, cerca de uma semana depois dos massivos protestos que eclodiram contra a decisão do presidente ucraniano, Viktor Yanukovych, de abandonar a negociação de um tratado político e econômico tão esperado com a União Europeia. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
UCRÂNIAPOLÍTICADESOCUPAÇÃO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.