Oposição vence no Japão, mas não faz maioria

O Partido Liberal Democrático (PLD), do primeiro-ministro Junichiro Koizumi, sofreu uma dura derrota nas eleições senatoriais de domingo, mas, apoiado por seu aliado Novo Komei (partido de orientação budista), manterá maioria parlamentar naquele plenário. A oposição de centro teve ótimo desempenho: obteve 50 das 121 cadeiras do Senado, segundo dados oficiais. Já o PDL fez 49 senadores. Koizumi esperava ganhar pelo menos 51 cadeiras. O NK fez 24 senadores, um a mais que na eleição anterior. A votação ocorreu no domingo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.