Oposicionista zimbabuano é internado após agressão policial

O líder da oposição no Zimbábue, Morgan Tsvangirai, foi levado de ambulância a um hospital ao aparecer em um tribunal com ferimentos após dois dias de detenção pela polícia.Ele foi levado da corte de Harare com muitos outros ativistas que estiveram envolvidos em conflitos entre oposicionistas do governo de Robert Mugabe e policiais no domingo. Muitos deles estavam enfaixados.Tsvangirai acusou a polícia de "um ataque sádico a pessoas indefesas", segundo a BBC.Os primeiros relatórios médicos indicavam que praticamente todos os ativistas foram agredidos e tinham ferimentos internos, após batida policial em encontro religioso considerado ilegal no domingo.Beatrice Mtetwa, advogada de Tsvangirai e de outros 50 detentos, disse que a polícia forçou os ativistas a deitar com o rosto para baixo e os espancou selvagemente, repetidas vezes com cassetetes, durante as prisões e também na delegacia.Ela disse que o Estado pretendia acusar os ativistas de incitarem a violência por terem continuado com o encontro religioso. Todos foram aceitos no hospital para passar a noite sob observação."A comunidade mundial novamente viu que o regime do (presidente) Mugabe é impiedoso e repressivo, e cria apenas sofrimento para as pessoas do Zimbábue", disse Condoleezza Rice, Secretária de Estado americana.Um ativista da oposição, identificado como Gift Tandare, levou um tiro da polícia e morreu no domingo. Mais duas pessoas foram feridas durante seu funeral, pela polícia, disseram testemunhas.Tsvangirai foi detido, como dezenas de dirigentes e militantes da oposição, no domingo passado, coincidindo com o "dia de oração" do qual participavam.A maioria dos detidos foi presa quando se aproximava ao estádio de futebol em que o ato seria realizado. O evento foi proibido pelas autoridades, e Tsvangirai foi detido quando entrou em uma delegacia para obter informação sobre as razões da detenção de vários partidários seus.A "jornada de oração" fora convocada pela Campanha para Salvar o Zimbábue, uma organização que reúne grupos políticos, sociais e religiosos e que promove uma mudança política no país, governado desde sua independência, em 1980, por Mugabe, de 83 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.