Opositor afegão também confirma presença em 2º turno

O líder opositor e ex-ministro das Relações Exteriores, Abdullah Abdullah, anunciou hoje a decisão de participar do segundo turno das eleições presidenciais do Afeganistão. "Estamos totalmente prontos para o segundo turno", afirmou, pedindo eleições "livres, justas e críveis". No dia anterior, o presidente Hamid Karzai também confirmou que disputará a nova votação. Abdullah disse que telefonou para Karzai e o agradeceu por aceitar o novo pleito, marcado para 7 de novembro.

AE-AP, Agencia Estado

21 de outubro de 2009 | 09h02

A ordem para a realização do segundo turno partiu da Comissão Eleitoral Independente, controlada por aliados de Karzai. Após investigação do grupo sobre denúncias de fraudes, houve a impugnação de centenas de milhares de votos da eleição de 20 de agosto. A medida impediu Karzai de atingir 50% e vencer em primeiro turno.

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, afirmou ontem que a realização da disputa será um "enorme desafio". Em Washington, o presidente Barack Obama elogiou a atitude de Karzai. Já o secretário de Defesa norte-americano, Robert Gates, deu declarações menos otimistas, notando que o segundo turno não resolverá os problemas de corrupção do governo afegão. No total, aproximadamente 1,3 milhão de votos foram anulados, de um total de mais de 5 milhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.