Efe
Efe

Opositor derrotado por Chávez em 2006 volta à Venezuela e é preso

Manoel Rosales, que retornou voluntariamente a o país vindo de Aruba, é acusado de corrupção e vivia no exílio desde 2009

O Estado de S. Paulo

15 Outubro 2015 | 18h43

CARACAS - O ex-candidato opositor à presidência da Venezuela Manuel Rosales foi preso nesta quinta-feira, 15, no Aeroporto Internacional de Maracaibo assim que retornou voluntariamente ao país num voo proveniente de Aruba. Ele é acusado de corrupção e vivia no exílio desde 2009. 

Mais cedo, sua mulher, Eveling Trejo disse que o ex-candidato derrotado por Chávez nas eleições de 2006 retornava ao país para buscar uma mudança na Venezuela. 

“Manuel está voltando para dizer ao povo: vamos participar e buscar a mudança”, disse Eveling. “Só os políticos não podem mudar a Venezuela.”

A Procuradoria-Geral da Venezuela pediu a prisão do opositor em 2009, quando o acusou de desviar recursos do governo do Estado de Zulia. Ele diz que as acusações são políticas. 

Rosales se junta agora a outros opositores presos na Venezuela, como Leopoldo López e Antonio Ledezma. 

Mais conteúdo sobre:
Venezuela Manuel Rosales

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.