Opositor diz que Chávez é "tirano"

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, "pretende nos governar como Fidel Castro governa Cuba", afirmou hoje, na clandestinidade, o coronel da reserva Pedro Soto ao jornal mexicano Reforma. O militar advertiu que a relação Chávez-Castro "é muito perigosa para o país". ?Não temo pela minha segurança, mas sim pela segurança do país, após o regresso do tirano", expressou o coronel Soto, que se negou a revelar onde está. Soto, da Força Aérea venezuelana, exigiu em 7 de fevereiro a renúncia de Hugo Chávez à presidência, depois de acusá-lo de comprometer a democracia do país.Nos últimos dias, Soto havia expressado apoio ao empresário Pedro Carmona, que assumiu na sexta-feira como presidente provisório da Venezuela através de um decreto irregular, e teve de renunciar no sábado. Carmona está detido no Forte Tiuna, sede do comando geral do Exército, enquanto Hugo Chávez reassumiu o poder na madrugada de domingoNa entrevista ao jornal mexicano - que não explica como nem onde a obteve -, Soto assegurou que "há uma profunda divisão" no Exército venezuelano. "Vou continuar lutando para que Chávez renuncie e oxalá todas as pessoas que forem democráticas e queiram a liberdade lutem para conseguir o retorno da democracia que, nestes momentos, encontra-se em perigo em mãos do tirano Hugo Chávez", expressou. Grandes Acontecimentos InternacionaisESPECIAL VENEZUELA

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.