AP
AP

Opositor diz que visita de Ahmadinejad à Venezuela é uma 'vergonha'

Diego Arria rechaçou intenção de Chávez de inserir Caracas em conflito que não convém aos interesses nacionais

Ansa,

06 de janeiro de 2012 | 16h47

CARACAS - O pré-candidato opositor à presidência da Venezuela Diego Arria disse nesta sexta-feira, 6, que é "uma vergonha" a visita que o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, irá realizar ao país no próximo domingo.

 

Veja também:

linkUE exorta Irã a suspender todas as execuções

linkAhmadinejad começa viagem pela América Latina no próximo domingo

documento CENÁRIO: Pressionado, Irã busca mais influência na América Latina

 

"Nos prejudica a associação com o regime do Irã, ainda mais, quando a comunidade europeia está a ponto de estabelecer uma sanção" ao país, declarou Arria, em uma coletiva de imprensa da aliança Mesa da Unidade Democrática (MUD).

 

Ele ainda rechaçou "a intenção do presidente Hugo Chávez de colocar a Venezuela em um conflito que não convém aos interesses" nacionais.

 

A visita de Ahmadinejad estava prevista para acontecer em setembro, mas foi cancelada por conta do estado de saúde do mandatário venezuelano, que foi diagnosticado com um câncer na região da pélvis em junho do ano passado.

 

A visita do líder iraniano a Caracas é apenas parte de um giro pela América Latina que também inclui Nicarágua, Cuba e Equador. A Venezuela e o Irã mantêm acordos de cooperação nas áreas econômica, financeira, industrial, de defesa e de construção, entre outras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.