Opositor não desiste de protestos eleitorais

Dois dias depois de o Parlamento do Irã ter aprovado a maior parte do gabinete indicado pelo presidente Mahmoud Ahmadinejad, o líder opositor, Mir Hussein Mousavi, pediu ontem que a população continue protestando contra o resultado da eleição presidencial de junho. A oposição alega que houve fraude, mas o governo nega.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.