Opositora é proibida de receber socorro

A líder opositora e Prêmio Nobel da Paz Aung San Suu Kyi, de 64 anos, foi proibida pelo governo de Mianmar de receber tratamento médico, mesmo sofrendo de pressão alta e desidratação. O médico de Kyi foi preso ontem, quando chegava à casa da opositora, que é mantida em prisão domiciliar. Os EUA criticaram o governo birmanês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.