Opositores invadem estúdios de TV estatal da Tailândia

Ativistas realizam protestos em Bangcoc nesta terça-feira para exigir a renúncia do governo

Efe,

26 de agosto de 2008 | 05h07

Cerca de 50 ativistas da aliança antigovernamental invadiram nesta terça-feira, 26, os estúdios do canal estatal de televisão tailandesa NBT, e tentaram interromper a programação como parte da série de protestos que planejam realizar em Bangcoc, para exigir a renúncia do governo. Os manifestantes, a maioria deles vestida de preto e alguns carregando pedaços de paus e facas, foram detidos por agentes da polícia nos mesmos estúdios do canal. A porta-voz da NBT, Surayont Hoontasan, indicou que, após ter acesso aos estúdios, vários dos membros do grupo gritaram que a ação era o "início do dia da revolução do povo". A Aliança do Povo para a Democracia, organizadora dos protestos de rua que, em 2006, desembocaram no golpe de Estado que tirou do poder o primeiro-ministro Thaksin Shinawatra, convocaram para terça-feira manifestações em diversos pontos da capital tailandesa. O objetivo da aliança é forçar a queda do Governo do primeiro-ministro, Samak Sundaravej, veterano político da extrema-direita e considerado um aliado do deposto Shinawatra.

Tudo o que sabemos sobre:
Tailândiaprotesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.