Tomas Bravo/Reuters
Tomas Bravo/Reuters

Opositores protestam após proclamação oficial de Maduro como presidente

Manifestantes saíram às ruas em bairros que são redutos do candidato derrotado, Henrique Capriles

Felipe Corazza, enviado especial a Caracas,

15 de abril de 2013 | 19h49

CARACAS - A proclamação oficial de Nicolás Maduro como presidente eleito na Venezuela desatou uma onda de protestos por parte da oposição. Mais cedo, partidários do candidato derrotado, Henrique Capriles, já tinham convocado manifestações em Caracas por conta do resultado apertado da eleição - Maduro venceu com 50,66% dos votos e Capriles ficou com 49,07%.

Os manifestantes ocupam ruas principalmente em bairros que são redutos do candidato opositor, como Altamira e Chacal. A reportagem do Estado presenciou barricadas feitas com chamas e combustível e panelaços.

Em alguns pontos, a polícia controla a movimentação. Em outros, como na Avenida Francisco Fajardo, houve enfrentamentos.

Estes protestos tiveram início após as 18H (horário local), por ser o horário oficial do término do esquema especial de segurança, montado durante a eleição presidencial. Muita gente continua chegando para participar das manifestações contra o resultado eleitoral e ainda não se sabe qual será a reação do governo, como ele pretende controlar a situação.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.