Organização faz apelo contra robôs assassinos

A organização Human Rights Watch pediu à comunidade internacional que proíba o uso de robôs assassinos em fronts de batalha antes que seja tarde. A entidade cita como exemplo o uso de autômatos na zona desmilitarizada entre as duas Coreias.

O Estado de S.Paulo

21 de novembro de 2012 | 02h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.