Orgia de três dias dá prisão perpétua na China

Um tribunal chinês condenou duas pessoas à prisão perpétua, por terem organizado uma festa sexual de três dias para centenas de turistas japoneses. A orgia causou furor na China. Doze outras pessoas foram sentenciadas a penas de até 15 anos, anunciou o governo.O incidente, ocorrido em um hotel da cidade de Zhuhai, gerou revolta especialmente por ter coincidido com o 18 de setembro, data que marca o início da invasão japonesa da China, durante a II Guerra Mundial.De acordo com os primeiros informes, cerca de 400 homens japoneses e 500 prostitutas chinesas fizeram sexo ao longo de um período de três dias - o último, 18 de setembro - no Zhuhai International Conference Center Hotel.Os condenados à prisão perpétua são Ye Xiang, assessor do gerente-geral do hotel, e Ming Zhu, uma prostituta, informa a agência de notícias Xinhua. Ambos foram considerados os principais responsáveis pelo evento. A prostituição é ilegal na China.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.