Os dois grupos torturam, diz ONG

As forças de segurança rivais palestinas, tanto a da Faixa de Gaza (controlada pelo Hamas) como a da Cisjordânia (controlada pelo Fatah), praticam a tortura sistemática, denunciaram ontem dois grupos de defesa dos direitos humanos - o Human Rights Watch, com sede em Nova York, e o palestino Al-Haq. Segundo os dois grupos, que analisaram denúncias sobre violações aos direitos humanos desde junho de 2007, quando o Hamas expulsou de Gaza as forças de segurança ligadas ao Fatah, as duas facções detiveram arbitrariamente dissidentes políticos.De acordo com um relatório do Al-Haq, o Fatah e o Hamas detiveram mais de mil pessoas cada um. Entre 20% e 30% dos detidos sofreram tortura, denunciou Shawan Jabarin, diretor do Al-Haq, citando testemunhos de 150 presos. Ele acrescentou que três palestinos morreram enquanto estavam presos em Gaza e um na Cisjordânia. A questão obteve renovada atenção por causa das detenções ocorridas ontem e no fim de semana em Gaza e na Cisjordânia. "O uso da tortura aumentou de modo drástico", disse Fred Abrahams, do Human Rights Watch.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.