OSCE diz que eleições em Bielorússia não foram limpas nem justas

O presidente da Assembléia Parlamentar da Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE), Alcee L. Hastings, declarou nesta segunda-feira em Minsk que as eleições presidenciais do último domingo em Bielorússia não atingiram os padrões necessários de "liberdade e justiça". Hastings, que enviou mais de 500 observadores ao país, afirmou que o presidente bielo-russo, Alexandr Lukashenko, "pelo visto permitiu a utilização do poder do Estado de maneira que impediu a realização de eleições limpas e justas". A OSCE condenou particularmente a prisão de trabalhadores e simpatizantes da oposição.

Agencia Estado,

20 Março 2006 | 11h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.