Ossos de vítimas do 11/9 são encontrados no terreno das torres

Restos humanos que parecem ser de vítimas do atentado de 11 de Setembro ao World Trade Center foram encontrados em um bueiro ao norte do local em que ficavam as torres, informou um funcionário da Autoridade Portuária nesta quinta-feira.A equipe de uma empreiteira que realizava a escavação de um bueiro encontrou os ossos, alguns do tamanho de pernas e braços, afirmou Steve Coleman, porta-voz da Autoridade Portuária de Nova Jersey, proprietária do local.A empresa disse que a equipe entrou no local nesta quarta-feira para remover entulho de dois bueiros que haviam sido danificados e abandonados após a queda das torres gêmeas em 2001.Os materiais escavados foram levados para um centro de trabalho a mais de dois quilômetros de distância. Na quinta-feira, um funcionário da Autoridade Portuária percebeu que havia restos humanos no meio do entulho, afirmou o porta-voz da construtora Con Edison.Cinco anos após a morte de 2,749 pessoas nos ataques de 11 de Setembro, as famílias de aproximadamente 1,150 vítimas não sabem se os restos de seus entes foram recuperados.Durante a escavação das torres de 110 andares, que começou na noite após os ataques e durou nove meses, aproximadamente 20 mil pedaços de corpos humanos foram encontrados. O teste de DNA desses pedaços, muitos pequenos o suficiente para caber em um tubo de ensaio, foi prejudicado devido ao calor e à umidade a que os pedaços ficaram expostos.No ano passado, a cidade disse às famílias das vítimas que o projeto de identificação das vítimas seria interrompido, possivelmente por anos, até que uma nova tecnologia de DNA fosse desenvolvida. No mês passado, a companhia contratada para trabalhar sobre os fragmentos disseram que houve avanços e que novas identificações poderiam acontecer. Além dos novos restos encontrados nesta semana, o laboratório recebeu recentemente centenas de fragmentos de ossos encontrados no telhado de um prédio próximo ao local onde ficavam as torres. O prédio ficou com a estrutura condenada devido aos ataques, e estava prestes a ser demolido quando trabalhadores encontraram os pedaços de ossos.Charles Wolf, cuja mulher morreu no atentado e os restos nunca foram encontrados, afirmou querer que uma comissão independente cuide das buscas pelos restos. Ele foi à sede da construtora após ser contactado por estações de televisão na quinta-feira. "Temos um problema agora, disse Wolf. Onde mais iremos encontrá-los (os ossos) agora?"

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.