Otan assume comando da força de paz em Cabul

Cabul - A Otan assumiu hoje o comando daforça internacional de paz de 5.000 integrantes estacionada na capital afegã, um fato histórico marcando a primeira operação da aliança fora da Europa desde que foi criada há 54 anos.A Aliança recebeu o comando da Alemanha e Holanda, que chefiavam em conjunto a Força Internacional de Assistência de Segurança, conhecida pela sigla em inglês, Isaf, desde 10 defevereiro.O comandante de partida, o tenente-general alemão Norbert van Heyst, entregou a chefia numa cerimônia num auditório da Escola Secundária Amani, na capital. O novo comandante, o tenente-general da Otan Gotz Gliemeroth, é também um alemão.O auditório estava cercado por tropas de paz armadas e de veículos blindados, enquanto cães farejadores buscavam por eventuais explosivos.Também estavam presentes o presidente afegão, Hamid Karzai, o ministro da Defesa alemão, Peter Struck, o comandante supremo aliado da Otan, general James L. Jones, além de diplomatas efuncionários da ONU.Em parte, a Otan está assumindo o comando a fim de pôr fim à árdua tarefa de encontrar uma nova "nação líder" a cada seis meses para chefiar a Isaf.Essa força de 30 nações foi criada em dezembro de 2001 para garantir a segurança de Cabul depois da guerra liderada pelos EUA que derrubou o Taleban, que oferecia abrigo à rede terrorista de Osama bin Laden.Cerca de 90% das tropas da Isaf são de países da Otan, apesar de 15 das 30 nações participantes serem países que não fazem parte da aliança.A Otan enfrentará os mesmo desafios que outras nações líderes tiveram no passado: garantir a estabilidade em Cabul e evitar possíveis ações terroristas. A Isaf sofreu suas maiores baixasem junho, quando um atacante suicida explodiu um táxi que dirigia, matando quatro soldados de paz alemães e ferindo outros 29.Apesar de tais ameaças, a capital é considerada uma ilha de tranquilidade em meio a um mar de insegurança. A maior parte do Afeganistão é controlada por senhores da guerra rivais cujosexércitos frequentemente se enfrentam. E uma vasta área ao longo das fronteiras sul e leste com o Paquistão é palco de uma guerrade guerrilha de baixa intensidade promovida por rebeldes talebans e seus aliados.Hoje mesmo, tropas da coalizão liderada pelos EUA que patrulhavam a volátil região leste afegã abateram um ?combatente inimigo?e capturaram outros três em meio a um breve tiroteio. Também houve outras escaramuças entre tropas da coalizão e rebeldes em outros pontos do leste e do norte afegãos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.