Otan assume segurança do sul do Afeganistão

As tropas da Força Internacional deAssistência à Segurança (Isaf) assumem nesta segunda-feira o comando da segurançano sul do Afeganistão, informou o comando dos Estados Unidos. O sul do Afeganistão, onde a Isaf estendeu suas operações para garantir a segurança, inclui as províncias de Day Kundi, Helmand, Kandahar, Nimroz, Uruzgan e Zabul. Desde maio passado, a Isaf é liderada pelo Corpo da Aliança de Resposta Rápida, dirigida pelo general britânico David Richards. "A Otan ficará aqui por longo prazo, enquanto o governo e o povo do Afeganistão necessitem da nossa assistência", disse Richards. Atualmente, a força multinacional conta com mais de dez mil homens e mulheres procedentes de 26 países e destacados nas zonas do norte, oeste e agora do sul do país. Está previsto que a Isaf amplie suas tropas em breve para 19 milEfetivos. Apesar da presença de mais de 20 mil soldados da coalizão militar liderada pelos EUA, além de 35 mil membros do Exército Nacional Afegão e 50 mil policiais afegãos, a segurança continua sendo motivo de preocupação na maior parte do território, sobretudo nas províncias do sul, onde os talebans têm forte presença e aumentaramseus ataques nos últimos meses. Os soldados da Isaf até agora não realizaram operações de ataque no Afeganistão, atuando apenas na manutenção da segurança. No entanto, segundo afirmou o secretário-geral da Otan, Jaap deHoop Scheffer, em uma visita a Cabul no dia 20 de julho, "se os insurgentes tentarem impedir a Isaf de fazer o seu trabalho, ela reagirá". A Isaf, que opera sob comando da Otan, iniciou suas operações no Afeganistão em agosto de 2003.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.