Otan bombardeia antenas de TV estatal na Líbia

Aliança pretende enfraquecer discursos do líder líbio Muamar Kadafi

AP

30 de julho de 2011 | 09h20

Aviões de guerra da Otan bombardearam três antenas transmissoras da TV estatal da Líbia, em Trípoli, durante a noite, com o objetivo de atacar instalações que têm sido usadas para incitar a violência e ameaçar civis, afirmou a aliança militar na manhã deste sábado, 30.

A Otan afirma que os ataques aéreos pretendem enfraquecer o poder do líder líbio de Muammar Kadafi de "usar transmissões de TV via satélite para intimidar a população e incitar atos de violência contra ela".

"O ataque específico a essas antenas de satélite vai reduzir a capacidade do regime de oprimir os civis ao mesmo tempo que preserva a infraestrutura de transmissão televisiva necessária depois que o conflito tiver terminado", disse a aliança em comunicado publicado em seu site.

O texto afirma que as transmissões enérgicas de Kadafi pretendiam mobilizar seus simpatizantes.

Além das três antenas atacadas, durante as últimas 24 horas aviões militares da Otan também atingiram veículos militares, radares, depósitos de munição, armas da artilharia anti-aérea e centros de comando próximos às áreas de combate a leste e oeste do país, afirmou a Otan no comunicado.

A tentativa de silenciar as transmissões de TV do governo líbio vem em momento delicado para os rebeldes, que aparentemente estão desorganizados depois da misteriosa morte do seu comandante-chefe militar. O corpo de Abdel-Fattah Younis foi encontrado na quinta-feira, despejado nos arredores da cidade de Bengazi, junto com os corpos de dois coronéis que eram ligados ao comandante. Eles foram atingidos por tiros e seus corpos foram queimados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.