Otan condena Síria por bombardeio em território turco

A Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) condenou nesta quinta-feira o bombardeio contra a Turquia feito por forças sírias. A aliança militar exigiu "o cessar imediato de tais atos agressivos contra um aliado" e instou a Síria a "colocar um fim às flagrantes violações da lei internacional."

AE, Agência Estado

04 de outubro de 2012 | 12h45

As declarações vieram após uma reunião de emergência da Otan, da qual a Turquia também é integrante, realizada em Bruxelas para discutir a bomba disparada no lado sírio da fronteira que atingiu uma casa turca e causou a morte de cinco civis, na quarta-feira.

Em resposta ao incidente, a Turquia bombardeou alvos sírios e o Parlamento aprovou uma lei que autoriza a realização de incursões militares no país vizinho. No entanto, a medida "não é uma declaração de guerra", afirmou o vice-primeiro-ministro turco, Besir Atalay.

O governo da Síria admitiu que foi o autor do bombardeio e pediu desculpas formais pelo ocorrido. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
TurquiaSíriaOtan

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.