Otan denucia explosão na Macedônia como "ato criminoso"

A Otan afirmou que uma poderosa explosão que matou dois de seus soldados no início desta semana foi "um ato criminoso", mas disse não saber ainda quem foi o responsável pela detonação.A explosão matou dois soldados poloneses e feriu três civis macedônios na terça-feira, quando o veículo em que viajavam acionou uma mina terrestre. A explosão ocorreu entre as vilas de Sopot e Sicevo, 40 quilômetros ao nordeste da capital, Skopje."O motivo ainda é desconhecido", disse o porta-voz da Otan, Craig Ratcliff, à Associated Press. "Condenamos este ato de violência".Anteriormente, a Otan havia informado que a explosão não passara de um acidente, causado por uma mina terrestre deixada por um conflito étnico ocorrido no passado.Insurgentes de etnia albanesa lutaram por seis meses contra tropas do governo da Macedônia em 2001, exigindo mais direitos para sua comunidade. O conflito terminou em agosto daquele ano com um acordo de paz, promovido por países ocidentais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.