OTAN e forças do Afeganistão matam 25 insurgentes

As forças da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) e os soldados do Afeganistão mataram, pelo menos, 25 insurgentes e três de seus comandantes em operações separadas no país, disseram oficiais da coalizão nesta quarta-feira.

AE, Agência Estado

20 de fevereiro de 2013 | 10h29

Em uma operação de segurança realizada na terça-feira em Mehterlam, capital da província de Laghman, no leste do país, o Exército do Afeganistão matou 15 rebeldes, segundo o ministério do Interior. O governo informou que o comandante dos insurgentes, identificado como Qari Almas, também foi morto na ofensiva.

Ao mesmo tempo, uma operação conjunta entre os soldados afegãos e a Força de Assistência Internacional, liderada pelos EUA, matou 10 rebeldes na terça-feira no sul e no leste do país, afirmou a OTAN.

A coalizão afirmou que, com esta ação conjunta, cinco insurgentes foram mortos no distrito de Andar, na província de Ghazni, no leste do Afeganistão. Segundo as autoridades, três morreram em outra ação na província de Logar e outros dois, na região de Helmand.

As ofensivas em Andar e em Helmand foram realizadas pelo que a OTAN chamou de "ataques precisos", geralmente uma referência a um ataque aéreo.

Na terça-feira, um oficial afegão disse que um ataque aéreo da OTAN matou um comandante do Taleban, na província de Helmand. Ismail Khoutak, o diretor do Centro de Operações Conjuntas na região, identificou o insurgente como Khan Mohammed, também conhecido como Shamssullah. Ele disse que Mohammed coordenava os rebeldes no distrito de Mus-a-Qala.

A OTAN confirmou em um comunicado que o comandante do Taleban foi morto na operação. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoOtanviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.