Otan muda de sede se general dos EUA for denunciado

O chefe do Estado-Maior das Forças Armadas dos EUA, general Richard Myers, levantou nesta terça-feira a possibilidade de transferir a sede da Otan, atualmente em Bruxelas, caso seja apresentada nesta quarta-feira uma denúncia contra o general Tommy Franks por crimes de guerra.Myers deu a atender que a lei belga sobre a "jurisdição internacional" pode ter um "enorme impacto" nas relações entre EUA e Bélgica, o que provocaria a retirada da sede da aliança atlântica deste país europeu.Myers não disse para qual país a sede poderia ser transferida. Ao ser questionado sobre a apresentação aos tribunais da Bélgica de uma ação contra Franks, Myers disse que a lei belga é considerada pelo governo americano "uma situação muito séria" e deve ser tratada em nível governamental. "É uma questão para diplomatas", afirmou.A denúncia se baseia em 20 episódios que envolvem militares americanos durante a invasão do Iraque e será feita com base na lei da "jurisdição universal".Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.