Otan pede à Rússia que retire tropas da Ucrânia e pare de apoiar rebeldes

O secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen, disse ao Kremlin nesta quinta-feira que retire as tropas russas da Ucrânia e interrompa o apoio aos rebeldes no leste da Ucrânia.

REUTERS

04 de setembro de 2014 | 14h29

"Pedimos à Rússia que dê fim à sua ilegal e autodeclarada anexação da Crimeia", disse Rasmussen em uma reunião com o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, durante uma cúpula da Otan realizada em Newport, no País de Gales.

"Pedimos à Rússia que retire suas tropas da Ucrânia e interrompa o fluxo de armamentos", disse Rasmussen. "Pedimos à Rússia que recue da confrontação e tome o caminho da paz."

(Texto de Guy Faulconbridge)

Tudo o que sabemos sobre:
OTANUCRANIARUSSIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.