Otan prepara resposta contra movimentos russos

O comandante supremo aliado da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) para a Europa, general Philip Breedlove, disse nesta quarta-feira que irá submeter um "pacote de reafirmação" aos representantes da aliança em 15 de abril, com o objetivo de melhorar a resposta ao posicionamento agressivo recente da Rússia. Em entrevista, o general também afirmou que, se as forças russas aglomeradas na fronteira com a Ucrânia decidissem fazer uma grande incursão no leste ou sul do território ucraniano, ela poderia ser concluída em três a cinco dias. Ele caracterizou as tropas russas como "uma força muito grande, muito capaz e muito pronta", acrescentando que a situação é "muito preocupante".

AE, Agência Estado

02 de abril de 2014 | 11h21

Os ministros das Relações Exteriores da Otan pediram hoje a Breedlove que crie um plano incluindo o envio de forças e equipamentos para o Leste Europeu, reforçando exercícios militares e aumentando o nível de prontidão da força de resposta rápida da Otan.

O general disse que dará a representantes da Otan uma lista de opções, mas também submeterá suas recomendações específicas sobre quais delas seguir. As opções podem cobrir terra, mar e ar, afirmou, assim como as seções norte, central e sul de áreas na fronteira com o oeste com a Rússia. "Esse novo paradigma e essas ações pela Rússia claramente devem nos fazer repensar nosso posicionamento e a postura das forças da Otan", salientou o general. Fonte: Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.