Otan quer tropas alemãs operando no sul do Afeganistão

O secretário-geral da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), Jaap de Hoop Scheffer, disse na quinta-feira que conta com os soldados alemães para operar no sul do Afeganistão. As tropas alemães servem no norte do Afeganistão, considerado pacífico. Apenas os Estados Unidos e a Grã-Bretanha possuem mais tropas, entre os países que compõem a Otan, do que a Alemanha no Afeganistão. A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou não prever o envio de soldados alemães, mas considera importante todos os países da Otan participarem de suas ações. "Eu acredito que em situações de emergência, seja no norte, oeste, sul ou leste, que todas os estados membros da Otan devem ajudar. Isso serve também para a Alemanha", afirmou de Hoop durante encontro com o primeiro-ministro holandês, Jan Peter Balkenende. "Estou convencido que a chanceler alemã concorda comigo", acrescentou. As forças da Otan estão se deslocando para as províncias do sul desde julho, quando tropas de insurgentes talebans voltaram a atacar. Países com tropas no sul, como Alemanha, França, Itália e Espanha, querem reduzir as restrições para operar no Afeganistão. Para Hoop Scheffer, no Afeganistão a ação deve ocorrer em conjunto entre as áreas militar e de segurança.

Agencia Estado,

24 Novembro 2006 | 05h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.