Otan retoma contatos formais com a Rússia

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e a Rússia retomaram seus contados formais hoje, oito meses depois da suspensão por causa da guerra entre Rússia e Geórgia, travada no ano passado. Na agenda da reunião em que foi tomada a decisão predominaram as diferenças sobre a Geórgia e a cooperação na guerra do Afeganistão. "Nós não devemos nos esquivar de uma série de questões sobre as quais não concordamos", disse o secretário-geral da Otan, Jaap de Hoop Scheffer, antes do encontro entre embaixadores dos 28 membros da aliança militar e o enviado russo à organização.

AE-AP, Agencia Estado

29 de abril de 2009 | 14h03

As conversações de hoje ocorreram sob a estrutura do Conselho Otan-Rússia, um painel estabelecido para melhorar as relações entre os ex-inimigos da Guerra Fria. "O Conselho não é um encontro onde tudo são flores", disse De Hoop Scheffer. "Não significa que sempre concordamos com tudo." Mas ele lembrou que em questões como pirataria e a guerra no Afeganistão, a Rússia e a Otan continuaram a cooperar apesar do hiato diplomático.

Os laços formais foram suspensos após guerra de cinco dias em agosto. A Otan acusou Moscou de usar força desproporcional para expulsar as forças georgianas que ocuparam a província ao sul da capital da Ossétia do Sul. Mais tarde, Moscou reconheceu a independência autoproclamada da Ossétia do Sul e da Abkházia, outra região separatista, uma medida à qual a Otan se opõe.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaOtan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.