Outro filho de Kadafi vai para lista da Interpol

A Interpol incluiu nesta quinta-feira outro filho de Muamar Kadafi, Al-Saadi Kadafi, sua lista dos mais procurados pressionando o governo do Níger a entregar o homem acusado de ser responsável pela sangrenta repressão na Líbia.

AE, Agência Estado

29 de setembro de 2011 | 12h42

Um porta-voz da presidência do Níger disse que Al-Saadi está em prisão domiciliar na capital do país, Niamey, depois de ter fugido da Líbia no início do mês pelo deserto que separa os dois países.

A Interpol já emitiu alertas vermelhos para Muamar Kadafi e para seu filho Seif al-Islam Kadafi, tendo como base um pedido do Tribunal Penal Internacional. Os dois são acusados de crimes contra a humanidade.

A agência internacional de polícia disse em comunicado que havia emitido um alerta vermelho para Al-Saadi Kadafi, baseado no pedido do Conselho Nacional de Transição da Líbia. Trata-se da primeira vez que a Interpol emite um alerta a pedido do novo governo líbio.

Segundo a Interpol, o alerta teve como base a acusação de que Al-Saadi Kadafi, de 38 anos, apropriou-se indevidamente de propriedades e participou de "intimidação armada" quando liderou a Federação Líbia de Futebol.

Ele também foi comandante das forças especiais e está sujeito a sanções da Organização das Nações Unidas (ONU) por comandar unidades militares envolvidas na repressão aos manifestantes. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.