Outro médico acusado por ataque fracassado

O médico jordaniano Mohamed Jamil Asha, de 26 anos, foi formalmente acusado de conspiração por ligação com os fracassados atentados em Londres e Glasgow, há duas semanas, informou ontem a polícia. Asha é o quarto acusado. Sua mulher, Marwa, foi presa com ele, mas acabou sendo solta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.