Outros 76 corpos são encontrados em mina chinesa

Número de mortos na pior tragédia do setor já chega a 254; acidente aconteceu no último dia 8

Efe,

14 de setembro de 2008 | 01h54

As equipes de resgate chinesas acharam nas últimas horas outros 76 cadáveres nos escombros de uma mina ilegal que ruiu esta semana. O número total de mortos subiu para 254. Este é o pior acidente do setor em décadas, informou neste domingo, 14, a agência Xinhua. O acidente aconteceu no dia 8 de setembro, quando uma montanha de escória e pedras desabou devido às chuvas sobre a mina Tashan, localizada no distrito de Xiangfen, da cidade de Linfen, na província chinesa de Xinfen (norte). A agência oficial também informou neste domingo que dois dos líderes do governo local (Kang Haiyin, chefe do comitê do Partido Comunista em Xiangfen, e Li Xuejun, dirigente de aldeia) foram afastados de suas funções enquanto se investiga sua responsabilidade na catástrofe. Ainda não se pôde identificar 128 dos cadáveres, enquanto o acidente obrigou a evacuação de mais de mil habitantes da zona afetada. Um total de 268.000 metros cúbicos de sedimentos desabou sobre uma área de 30,2 hectares.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinaacidentemina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.