Outros mereciam mais o Nobel da Paz, diz Obama

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou hoje que outras pessoas "mereciam mais" que ele o Prêmio Nobel da Paz. O líder norte-americano chegou hoje à Noruega, onde vai aceitar formalmente a honraria em Oslo. "Eu não tenho dúvida de que há outros que devem merecer mais" o prêmio, disse Obama em entrevista coletiva conjunta ao lado do primeiro-ministro norueguês, Jens Stoltenberg. O presidente dos EUA notou que ficou surpreso com o fato de ser apontado como vencedor, em outubro.

AE, Agencia Estado

10 de dezembro de 2009 | 09h16

Obama se comprometeu, porém, a trabalhar para implementar sua política externa, incluindo a busca por uma paz duradoura, a segurança mundial e a estabilização do Afeganistão. Outras prioridades anunciadas por ele são o combate à mudança climática e a redução das armas nucleares.

"A meta não é ganhar um concurso de popularidade ou receber um prêmio, mesmo um prestigioso como o Prêmio Nobel da Paz. O objetivo é avançar nos interesses da América", afirmou. "Se eu tiver sucesso nessas tarefas, então espero que parte das críticas diminuirá, mas essa não é na verdade a minha preocupação", disse Obama. "Se não tiver sucesso, então os elogios e prêmios não esconderão esse fato." As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Nobel da PazObama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.