Outros segredos

Paraguai queria grampear celulares

, O Estado de S.Paulo

24 de dezembro de 2010 | 00h00

O Paraguai pediu ajuda aos EUA para interceptar 90% das ligações de celulares no país. As autoridades argumentaram que precisavam grampear os celulares para combater o grupo guerrilheiro Exército do Povo Paraguaio. O pedido foi rejeitado para que os grampos não fossem utilizados contra a oposição.

Prefeito jamaicano apoiou traficante

Um telegrama americano, de setembro de 2009, diz que o prefeito de Kingston, Desmond McKenzie, colaborou durante anos com o barão das drogas Christopher "Dudus" Coke para que ele combatesse a criminalidade, particularmente em seu reduto, no oeste da maior cidade da Jamaica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.