Ovos suspeitos de contaminação são recolhidos na China

Ovos suspeitos de estarem contaminados com a substância química melamina foram retirados das prateleiras dos principais mercados no sul da China, informou hoje a mídia estatal do país. Varejistas da região de Guangzou começaram a recolher ovos produzidos no nordeste do país depois de autoridades de Hong Kong terem anunciado no fim de semana que descobriram a presença da melamina em ovos, segundo reportagem do jornal Diário de Guangzou.A francesa Carrefour S.A. e varejistas domésticos como Huarun Wanjia e Baijia removeram de suas prateleiras ovos da marca Kekeda, produzidos pelo Hanwei Group, um dos maiores produtores de ovos da China.O Wal-Mart também começou a recolher os ovos da Kekeda de seus mercados na China, segundo um porta-voz da empresa. Acredita-se que os ovos contaminados de Hong Kong sejam do Hanwei Group.A descoberta da melamina nos ovos aumentou as preocupações de que a contaminação pela substância esteja se espalhando pela cadeia alimentar da China. A descoberta dos ovos contaminados em Hong Kong levou autoridades a expandirem os testes quanto à presença da melamina em alimentos importados da China.O Hanwei Group se recusou a comentar se seus ovos estão contaminados pela melamina. Recentemente, quatro crianças morreram e 53 mil ficaram doentes na China após consumirem produtos lácteos contaminados com melamina, que é utilizada na produção de plásticos e fertilizantes. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.