Pacifistas enfrentam polícia na Turquia

Soldados turcos fizeram disparos para o ar e policiais enfrentaram manifestantes que tentavam entrar num porto do sul da Turquia, onde forças dos EUA desembarcam material que pode ser usado numa guerra no Iraque. Dezenas de manifestantes do Partido Comunista Turco caminharam em direção à base gritando "EUA, fora! Este país é nosso!".Soldados dispararam para o ar enquanto os manifestantes tentavam transpor um cordão de isolamento, agitando bandeiras vermelhas. Policiais enfrentaram os manifestantes e detiveram pelo menos quatro pessoas.Nenhum soldado dos EUA se envolveu nos confrontos, no porto de Iskenderun.Washington vem pressionando a Turquia para autorizar a entrada de mais de 60.000 tropas de combate, a fim de abrir uma frente setentrional contra o Iraque. Os EUA não podem desembarcar equipamentos de ataque, como tanques e armas, sem a autorização.Vários navios dos EUA estão esperando nas águas próximas ao porto de Iskenderun para desembarcar o material para a Quarta Divisão de Infantaria. Enquanto isso, soldados americanos descarregam apenas equipamentos de apoio.O Parlamento turco rejeitou no começo do mês uma moção apresentada pelo governo autorizando a entrada das tropas. Mas, com a nomeação ontem de um novo primeiro-ministro, Recep Tayyip Erdogan, líderes turcos consideram reapresentar a resolução ao parlamento.Algumas pesquisas indicam que cerca de 90% dos turcos se opõem a uma guerra no Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.