EFE/Alberto Ortiz
EFE/Alberto Ortiz

Pacote-bomba explode em empresa que fará apuração de primárias na Argentina

Incidente ocorreu no escritório que a companhia tem no luxuoso bairro de Puerto Madero, informou a Indra em comunicado

O Estado de S.Paulo

10 Agosto 2017 | 22h12

BUENOS AIRES - Um pacote-bomba explodiu nesta quinta-feira, 10, e deixou dois feridos nos escritórios de Buenos Aires da Indra, empresa responsável pelo sistema de apuração provisório das primárias para as eleições legislativas da Argentina.

O incidente ocorreu no escritório que a companhia tem no luxuoso bairro de Puerto Madero, informou a Indra em comunicado. Segundo a companhia, os feridos estão fora de perigo e passam bem.

"A Indra lamenta informar que recebeu nos seus escritórios um pacote que, ao ser aberto, explodiu", afirmou a empresa no comunicado.

Dois funcionários da empresa, que estavam no setor de atendimento a clientes no momento da explosão, sofreram ferimentos e queimaduras. Eles foram levados ao Hospital Argerich, em Buenos Aires, onde receberam atendimento. 

De acordo com um comunicado do Ministério de Segurança da Argentina, os feridos não correm risco de morrer.

Fontes da companhia consultadas pela agência EFE não quiseram comentar se suspeitam que o incidente esteja relacionado com a realização das eleições primárias no próximo domingo. A apuração provisória será realizada com sistemas da Indra.

"Estamos à disposição das autoridades policiais que estão investigando o caso", concluiu a empresa na nota.

Segundo o Ministério de Segurança, a Brigada de Explosivos da Prefeitura Naval da Argentina está apurando a explosão. O caso ficará sob a responsabilidade do juiz Daniel Rafecas. / EFE

Mais conteúdo sobre:
Argentina [América do Sul]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.