Pacote-bomba no Reino Unido poderia derrubar avião

O dispositivo encontrado no aeroporto de East Midland, no Reino Unido, em um avião da United Parcel Service (UPS) que tinha como destino Chicago era um explosivo "viável" e suficientemente poderoso para derrubar a aeronave, afirmou a secretária de Interior britânica, Theresa May.

AE, Agência Estado

30 de outubro de 2010 | 19h03

O Reino Unido acredita que não era o alvo da bomba porque os responsáveis pelo explosivo não tinham como saber qual seria a rota do avião e, segundo May, não há informações indicando um ataque iminente ao país. Autoridades dos EUA temiam que as descobertas fossem o prelúdio de uma série de ataques terroristas.

Após a descoberta do pacote-bomba, o Reino Unido proibiu a movimentação de todas as cargas aéreas desacompanhadas vindas do Iêmen, mas não elevou o nível de probabilidade de ataque terrorista - atualmente em "severo".

Neste sábado, o primeiro-ministro britânico, David Cameron, conversou com o presidente dos EUA, Barack Obama, e com o presidente do Iêmen, Ali Abdullah Saleh, sobre o atentado, afirmou uma porta-voz. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
IêmenbombaReino Unidoavião

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.