Padre acusado de pedofilia terá julgamento eclesiástico

Um padre acusado de abuso sexual será julgado num tribunal da Igreja, por ordem do Vaticano, informa um porta-voz da Arquidiocese de Nova York. O monsenhor Charles M. Kavanagh foi suspenso em maio de 2002, depois de ser acusado de molestar um ex-seminarista. Ele sempre negou as acusações.Após uma investigação interna da Arquidiocese, o caso foi encaminhado ao Vaticano. A Congregação para a Doutrina da Fé decidiu que as alegações devem ir a julgamento. "Estou absolutamente encantado que a Congregação tenha atendido meu pedido de um julgamento completo e justo", disse o monsenhor, em nota. "Tenho plena confiança de que uma vez que tenha a oportunidade de apresentar meu caso, serei completamente exonerado e voltarei ao ministério que amo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.