Padre brasileiro é acusado de abuso sexual no Canadá

Um padre católico de 53 anos, procedente de uma paróquia brasileira, foi acusado de agredir sexualmente um homem de 38 anos, durante uma cerimônia religiosa fora de sua igreja, segundo informações da polícia de Toronto. A representante da arquidiocese da cidade, Suzanne Scorsone, disse que Fernando Pontes ficará suspenso de suas atividades durante a investigação. "Ele ficará suspenso até que sejam concluídas as investigações da polícia e da Igreja." Segundo Suzanne, ainda não está claro como o episódio ocorreu. "Pelo que entendi, a cúria foi convidada a fazer uma sessão de orações em local privado ou na tenda de alguém. Talvez tenha sido esse o início do contato?, disse ela. Pontes foi sacerdote da Igreja St. Anthony, em Toronto, que tem cerca de 2 mil paroquianos, pelos últimos três anos. Um funcionário da St. Anthony afirmou que os membros da igreja se surpreenderam com as acusações. "Ele tem sido maravilhoso para toda a comunidade", disse o funcionário. A acusação surgiu menos de duas semanas depois que o papa João Paulo II rezou, em Toronto, para 800 mil fiéis, durante o Dia Mundial da Juventude, pedindo o fim dos abusos sexuais cometidos pelo clero.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.