Padre é condenado a 10 anos por abuso sexual nos EUA

Um padre da Igreja Católica foi sentenciado a 10 anos de prisão por ter abusado sexualmente de dois garotos. Daniel Clark foi considerado culpado por um júri popular na Corte Distrital de Shepherdsville, no Estado americano de Kentucky, em junho passado. Ele estava detido desde 2002, quando foi acusado em dois casos de abuso sexual e um de sodomia. O juiz Thomas Waller sentenciou o padre a cinco anos de prisão para cada acusação de abuso e o inocentou no caso de sodomia. Segundo a promotoria, os dois garotos foram abusados por um período de quatro anos, finalizado em 2002. As vítimas, agora com 12 e 13 anos, são irmãos. O padre era muito amigo da família.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.