Padre francês condenado por estupro

Um padre francês foi condenado a 16 anos de prisão por estuprar sete meninos entre 1992 e 1998. Uma corte da cidade francesa de Colmar decretou ontem que o padre Jean-Luc Heckner, de 38 anos, só poderá obter liberdade condicional após cumprir dois terços da sentença. Heckner, que trabalhava em três paróquias, pediu o perdão dos meninos, que tinham entre 11 e 14 anos quando foram estuprados.A Igreja Católica da França vem recebendo críticas por ignorar atos de pedofilia praticados pelo clero. Após um encontro entre os bispos do país, no ano passado, a Igreja condenou os atos de pedofilia e disse que os padres culpados deveriam ser levados à Justiça.

Agencia Estado,

10 de fevereiro de 2001 | 12h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.