Padre tinha 30 mil fotos de pedofilia

Cerca de 30 mil fotografias de crianças vítimas de atos sexuais e depravações foram encontradas com um sacerdote católico britânico. Embora a prisão dele tenha acontecido em outubro do ano passado, nesta quarta-feira, durante seu julgamento no tribunal de Berkshire, Inglaterra, foram revelados pormenores.O padre Michael O´Kelly, de 47 anos, pároco em Reading, no sudeste da Inglaterra, declarou-se culpado das acusações feitas pela promotoria. Durante os interrogatórios da polícia, o padre O´Kelly disse que começou a guardar material de pornografia infantil quando era missionário na África e continuou a fazê-lo, por meio da internet, quando voltou para a Grã-Bretanha."Quando estava sozinho, destruía tudo o que fazia em público. Era meu segredo", disse o sacerdote, afirmando que as imagens lhe serviam para "fazer fantasias e se masturbar". O advogado que defende o padre pedófilo declarou à Corte que seu cliente se recuperou num hospital onde assiste a um curso de reabilitação "que o obriga a tomar consciência do que fez".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.