Padres dos EUA pedem que sacerdócio seja estendido aos já casados

Mais de 160 sacerdotes católicos da arquidiocese de Milwaukee assinaram uma carta defendendo que o exercício do sacerdócio seja estendido a homens casados. Segundo um especialista no assunto, esta foi a primeira tentativa de um grupo de religiosos americanos de expor o tema às autoridades eclesiásticas do país em mais de 25 anos.Os sacerdotes assinaram cópias individuais da carta e todas foram enviadas ao bispo Wilton Gregory, presidente da Conferência de Bispos Católicos dos Estados Unidos."Unimos nossas vozes às de vários outros, nesta ocasião, para pedir que o sacerdócio diocesano seja agora aberto aos homens casados, assim como aos celibatários", diz a carta, que reconhece que o celibato tem sido uma bênção para muitos sacerdotes, e que alguns poderiam continuar praticando-o.O grupo espera que a carta permita que o tema seja considerado uma alternativa à falta de sacerdotes, disse o reverendo Tom Suriano, padre da igreja de São Patrício, na localidade de Whitewate.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.