Pai de Edward Snowden vai visitar o filho em Moscou

Lou Snowden afirmou não ter contato direto com Edward há meses; pai não acredita em retorno do filho aos EUA

O Estado de S. Paulo,

10 de outubro de 2013 | 10h29

(Atualizada às 18h) MOSCOU - O pai de Edward Snowden, ex-analista de sistema da Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA, em inglês) e delator de programas de espionagem norte-americano, chegou em Moscou nesta quinta-feira, 10, para se encontrar com seu filho. Edward recebeu asilo na Rússia e está vivendo em um local não revelado.

O jovem norte-americano, de 30 anos, é acusado pelos EUA de ter colocado em risco a segurança nacional ao divulgar informações sigilosas. A concessão de asilo a ele causou mal-estar nas relações entre Moscou e Washington.

Falando no aeroporto Sheremetyevo, onde seu filho passou semanas retido, Lon Snowden disse que há meses não tem contato direto com Edward, mas que sente extrema gratidão pelo fato de seu filho estar seguro, protegido e estar livre. "Sou pai dele, eu o amo, e certamente espero ter oportunidade de ver meu filho", disse Lon Snowden. "Não tenho certeza de que meu filho irá algum dia voltar para os EUA", completou.

O advogado russo que assiste Snowden, Anatoly Kucherena, disse esperar que o ex-técnico de inteligência encontre rapidamente um emprego na Rússia, possivelmente nos setores de tecnologia da informação ou direitos humanos, porque suas economias estão praticamente esgotadas, e ele sobrevive modestamente à base de doações.

Mais tarde, ele afirmou que os Snowden, pai e filho, iriam se encontrar ainda hoje, mas que Lon precisaria viajar "um bom número de quilômetros".

Edward Snowden permaneceu em um aeroporto de Moscou por mais de um mês depois de sua chegada de um voo vindo de Hong Kong, em 23 de junho. Ele recebeu asilo da Rússia em agosto. / AP e REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaEdward Snowden

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.