Pai de norte-americano decapitado pede renúncia de Rumsfeld

O pai de Nicholas Berg disse nesta segunda-feira que considera o secretário da Defesa dos EUA, Donald Rumsfeld, responsável pela morte do filho, decapitado no Iraque, e pediu a renúncia do secretário. ?Definitivamente considero responsáveis o Departamento de Defesa, o governo de Bush e especialmente Donald Rumsfeld?, disse Michael Berg em entrevista a uma rádio israelense. ?O melhor seria que ele (Rumsfeld) renunciasse?, completou. Nicholas, de 26 anos, havia viajado ao Iraque para trabalhar na reconstrução da infra-estrutura de telecomunicações. Seu corpo foi encontrado em 9 de maio, em Bagdá. Três dias depois, um vídeo em uma página da internet relacionada à al-Qaeda mostrou o momento em que o norte-americano era decapitado por três homens encapuzados. Os assassinos disseram que o ato foi uma vingança pelos abusos sofridos pelos presos iraquianos na prisão de Abu Graib, controlada pelas forças dos EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.