Pai do noivo da princesa Diana processa fotógrafos

O empresário egípcio Mohammed al-Fayed, quatro anos após a morte de seu filho Dodi e da princesa Diana, conseguiu que oito dos fotógrafos que perseguiram o carro em que o casal trafegava pelas ruas de Paris sejam incriminados por "atentado à intimidade da vida privada". Para Al- Fayed, se não fosse pelos fotógrafos, o chofer do Mercedes não teria perdido o controle do carro e batido no Túnel D´Alma.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.