Painel da ONU conclui sobre impacto humano no clima

O painel das Nações Unidas dedicado ao estudo de mudanças climáticas concluiu neste sábado um relatório sobre o aquecimento global com evidências que tem sido descritas como conclusivas sobre a forma como os humanos estão alterando o clima na Terra. O documento do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC) combina outros três estudos realizados antes e deve ser divulgado ao público no domingo.

Estadão Conteúdo

01 de novembro de 2014 | 15h35

Além de discutir a influência da ação humana, espera-se que o relatório descreva como os impactos climáticos, incluindo o derretimento de geleiras e elevação do nível do mar, já está acontecendo e como se tornará irreversível se o mundo não reduzir emissões de gases estufa.

O IPCC diz que os cientistas hoje têm 95% de certeza de que a emissão desses gases por meio da queima de combustíveis fósseis e o desmatamento são as principais causas do aquecimento visto desde meados do século 20.

O vice-presidente do Painel, Jean-Pascal van Ypersele, escreveu no Twitter que o relatório foi adotado neste sábado depois de uma rodada de conversas durante a tarde.

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) disse que o estudo "oferece evidências científicas conclusivas de que as atividades humanas continuam causando mudanças sem precedentes no clima da Terra".

O chefe do PNUMA Achim Steiner disse que o mundo tem tecnologia e capacidade para agir e que deve fazê-lo urgentemente. O custo de realizar cortes nas emissões aumenta exponencialmente a cada ano, disse Steiner, porque "passam a ser necessárias mudanças mais drásticas na nossa economia".

Embora o IPCC evite dizer especificamente aos governos o que eles deveriam fazer, o estudo apresenta cenários mostrando que o aquecimento global pode ser colocado em xeque se o mundo mudar seu sistema de energia para fontes renováveis como o vento e a energia solar, além de implementar tecnologias para capturar gases estufa da atmosfera. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
ClimaONUefeito estufa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.