Painel da ONU pede que Coreia do Norte seja levada à corte internacional

Um painel da Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas que trata dos direitos humanos pediu nesta terça-feira ao Conselho de Segurança da ONU que considere levar a Coreia do Norte ao Tribunal Penal Internacional por supostos crimes contra a humanidade.

MIRJAM DONATH, REUTERS

18 de novembro de 2014 | 21h59

A votação ocorreu após a divulgação, em fevereiro, de um relatório da Comissão de Inquérito da ONU com detalhes de amplas violações dos direitos humanos na Coreia do Norte, incluindo campos de prisão, tortura sistemática, fome e mortes comparáveis às atrocidades da era nazista.

A resolução aprovada pela Terceira Comissão da ONU relacionou os supostos abusos às políticas da liderança norte-coreana e apelou ao Conselho de Segurança que considere sanções contra os responsáveis.

A votação aumenta a pressão política sobre a Coreia do Norte, mas é em grande parte simbólica. É improvável que conduza a uma ação no Tribunal Penal Internacional em Haia, que supervisiona abusos graves como genocídio e outros crimes contra a humanidade.

Diplomatas disseram que a China, aliada da Coreia do Norte, provavelmente usará o seu poder de veto no Conselho de Segurança para impedir que o país seja levado ao TPI. Eles disseram que a postura de Pequim pode ser seguida pela Rússia.

Mais conteúdo sobre:
ONUCOREIANHAIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.