Pais acusados de matar bebê por desnutrição nos EUA

Um casal devotado a uma dieta vegetariana de alimentos crus foi acusado de causar a morte, por desnutrição, da filha, um bebê de cinco meses. A menina morreu com menos peso do que tinha ao nascer. Lamoy e Joseph Andressohn também foram acusados de negligência em relação aos quatro filhos sobreviventes, que foram tomados sob custódia do Estado após a morte da pequena Woyah, em 15 de maio.Woyah pesava 3,14 quilos ao morrer, pouco menos que os 3,15 quilos que a mãe declarou que a menina pesava ao nascer. Médicos disseram que um bebê saudável de cinco meses, nascido de uma gravidez normal, não-prematuro, deveria pesar cerca de 6,7 quilos. Autoridades disseram que as crianças sobreviventes, com idades entre um e seis anos, também sofrem de desnutrição. Elas começaram a ganhar peso, ainda sob uma dieta vegetariana, quando foram morar com um parente. A mãe disse ter amamentado o bebê, mas os irmãos de Woyah disseram que a menina recebia leite de coco, leite de amêndoas e suco de abacate. Nutricionistas disseram que uma dieta desse tipo, de comida ?orgânica?, crua e ?viva?, deve ser cuidadosamente balanceada para permitir uma boa saúde e crescimento. Os Andressohns podem pegar até 30 anos de cadeia cada um, por homicídio culposo, e cinco anos em cada acusação de negligência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.