Pais de jovem que se matou após bullying publicam nota de suicídio em jornal

Tim Ribberink sofreu bullying por ser gay durante anos; suicídio chocou a Holanda.

BBC Brasil, BBC

08 de novembro de 2012 | 15h06

Os pais do jovem Tim Ribberink, um holandês que se matou após sofrer anos de bullying por ser gay, decidiram publicar sua carta de suicídio em um jornal local da Holanda, dividindo opiniões no país.

Ribberink estava em treinamento para atuar como professor de história e se matou na última quinta-feira.

Gerrit e Hetty Ribberink se disseram surpresos com o drama vivido pelo filho e pediram que as autoridades abram uma investigação sobre duas mensagens falsas postadas na internet em nome de Tim.

Uma delas, publicada em 2010, dizia: "Sou um perdedor e um homossexual".

Na nota em que se despede dos pais, publicada pela imprensa holandesa, o jovem diz: "Queridos mamãe e papai, fui ridicularizado, abusado, sofri bullying e fui excluído durante toda a minha vida. Vocês são pessoas fantásticas. Espero que não estejam bravos comigo. Até que nos encontremos novamente, Tim".

Ao lado da nota, o jornal publicou uma grande foto do jovem sorridente e sua certidão de óbito.

Poucas horas após a publicação, a foto do jovem já havia sido compartilhada mais de 5 mil vezes na internet. No Twitter, a hashtag #timribberink tornou-se uma das mais comentadas na Holanda, e embora a maioria tenha apoiado a decisão de seus pais, houve um número considerável de crítcias.

Durante o funeral do jovem, Gerrit e Hetty leram uma mensagem: "Tim não era fraco nem patético. Ele era forte. É assim que os conhecemos, e é assim que gostaríamos que o mundo se lembrasse dele".

O centro no qual o holandês estava estudando para se tornar professor e sua escola durante a adolescência disseram não ter conhecimento sobre o bullying sofrido pelo jovem durante anos. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.