Pais de Madeleine mantêm esperança de encontrar filha viva

Um ano após desaparecimento, McCanns dizem que achá-la é difícil, mas não impossível com a ajuda do público

REUTERS

03 de maio de 2008 | 12h04

Os pais de Madeleine McCann disseram neste sábado, 3, que continuam convencidos de que sua filha ainda está viva, após um ano de seu desaparecimento em um resort português. Madeleine sumiu do apartamento durante as férias da família no Algarve, em Portugal, em 3 de maio do ano passado. Os pais da menina, que jantavam com amigos em um restaurante próximo quando ela desapareceu, foram indicados pela polícia portuguesa como suspeitos pelo crime.   Veja também:   Desaparecimento da menina inglesa faz um ano   Cronologia do desaparecimento de Madeleine McCann"Eu acho que há uma chance muito, muito boa de que ela ainda esteja viva", disse Gerry McCann em uma entrevista ao jornal português Público neste sábado. "Eu acho que a probabilidade de que ela esteja viva é maior do que qualquer outra coisa", afirmou. A fala foi fornecida à Reuters pelo jornal. Madeleine desapareceu alguns dias após completar 4 anos. A polícia de Portgual deu poucas pistas sobre a investigação, devido às leis sobre segredo de justiça, mas parecem não ter alcançado nenhum progresso importante. O caso atraiu um enorme interesse da mídia global, com repórteres na Praia da Luz muitos meses após o desaparecimento da menina ainda reportando cada elemento da vida dos McCanns enquanto eles aguardavam por notícias. Os McCanns voltaram para o Reino Unido no começo de setembro após terem sido apontados como suspeitos, algo que o diretor da polícia de Portugal chamou de "precipitado". Os pais  estão convencidos de que a melhor chance para encontrar a filha é pedindo ajuda para o público e mantendo o caso vivo na mídia. "Encontrá-la é a parte difícil, mas eu acho que nós podemos, com a ajuda do público", disse Gerry McCann.

Tudo o que sabemos sobre:
Madeleine McCann

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.